5 formas de economizar dinheiro em uma viagem de cruzeiro


Não é fácil planejar a viagem dos sonhos. Exige tempo, dinheiro e organização. Já pensou se você pudesse economizar durante o seu navio? Pelo menos a parte do dinheiro já ficaria um pouco melhor, né? Se liga nas dicas abaixo e garanta excelentes economias durante a sua viagem:

Fonte de imagem: www.themoneysavinguide.com

Economizar é #dojeitoquebrasileirogosta

Apesar da viagem de navio terem o benefício de já ser “tudo incluso” (entretenimento, atividades durante o dia, refeições e hospedagem), as férias estão longe de ser “baratinhas”. Tem vários gastos que fazemos durante a viagem e, para piorar, muitas vezes nem percebemos. Quando voltamos para o Brasil rola aquela “surpresa” quando chega a fatura do cartão. É justamente para evitar esses gastos extras que decidi fazer o post de hoje.

Aliás, não importa seu orçamento de viagem, se tem uma coisa que nós, brasileiros, adoramos é poder economizar, seja para fazer mais compras durante o cruzeiro, seja para tornar a viagem viável.

Então se ligue nas dicas abaixo e já fique por dentro dos truques econômicos para o seu cruzeiro. Pode ser que nem todas as dicas sejam para você, mas se só uma te ajudar eu já ficarei super feliz! Vamos lá?

Fonte de imagem: www.goportcanaveral.com

Fonte de imagem: www.skymed.com

1ª. Consuma bebidas alcoólicas nas paradas em terra:

Uma das coisas mais caras do navio é o pacote de bebidas, especialmente as alcoólicas. Ele vai de US$ 22,00 por dia por pessoa a US$ 67,00 por pessoa por dia. Pensando em uma família de 4 adultos fazendo um cruzeiro de 7 dias estamos falando de um gasto de US$ 616,00 a US$ 1.876,00. Salgado, né?

Uma forma de reduzir esses gastos é não comprar o pacote de bebidas e deixar para tomar seus #bonsdrinks nas paradas do navio. Em terra, além de você ter muito mais opções de bares e restaurantes, os preços costumam ser inferiores aos praticados no navio. Para completar, na área de embarque é comum encontrar algumas lojas Duty Free com uma imensa variedade de bebidas, livres de impostos. Aproveite para tomar um “shot” antes de voltar para o navio.

Dica: o Señor Frogs é um bar temático presente em quase todas as ilhas do Caribe. Ele tem um cardápio extenso de bebidas, preço mais justo e costuma ficar bem próximo do porto. Se o seu cruzeiro for pelo Caribe, aproveite!

Fonte de imagem: www.tripadvisor.com

Fonte de imagem: www.cruiselawnews.com

2ª Traga sua própria garrafa de vinho

Essa pouca gente sabe, mas diversas companhias marítimas permitem que você embarque com um número limitado de bebidas alcoólicas. No caso da Royal Caribbean o limite são duas garrafas de vinho por cabine. Cada garrafa pode conter até 750 mL e deverá ser trazida a bordo em sua mala de mão.

Olha só que beleza: combinando as bebidas em terra com as duas garrafas de vinho que você pode levar consigo, você já aliviou bastante o gasto com bebidas no navio. Dependendo do quão adepto você for a bebidas alcoólicas, só essas opções poderão ser suficientes para garantir excelentes férias ☺.

Fonte de imagem: www.pinterest.com

3ª Não vá a nenhum restaurante/atividade paga:

Outra coisa que acaba sugando doletas dos nossos bolsos são as ofertas de atividades pagas durante a viagem. Você está lá, na animação e aí quando você vai ver já adquiriu uma aula de surf no Flow Rider por US$ 65,00. Como a chave do quarto funciona como cartão de crédito é fácil se destrair, pagar e só pensar no gasto depois.

O mesmo pode acontecer com os restaurantes pagos, charmosos, chiques, chamando a sua atenção a cada esquina.

Mas verdade seja dita: as opções gratuitas de atividades do navio já são sensacionais! É só uma questão de se organizar para poder curtir todas! Aliás, tem atividades que as pessoas nem sabem que são 100% gratuitas. O mesmo acontece com alguns restaurantes, que são pagos em determinadas horas do dia e gratuitos em outras.

Se planeje, veja minhas dicas de atividades durante o dia, entretenimento e restaurantes gratuitos e tenho certeza que você não sentirá falta da atividades pagas.

Fonte de imagens: site oficial Royal Caribbean

4ª Organize seus próprios passeios em terra:

Essa é outra dica que salva vários “dinheirinhos”, rs. As excursões em terra são pagas por pessoa e costumam ser bem caras (em torno de US$ 100,00 por passeio). Com apenas um pouco de planejamento você poderá fazer sua própria programação nos passeios em terra gastando bem menos do que o preço estipulado pelo navio.

Para isso algumas dicas são:

Pesquisar as melhores praias de cada parada e pegar um taxi até o local:

Assim que chegar em terra, pegue um taxi para a praia/passeio escolhido. Se você estiver com um grupo grande vale a pena pegar uma minivan. Os taxistas do Caribe, por exemplo, estão pra lá de acostumados com os turistas. Já dei sorte de encontrar taxistas que eram quase guias turísticos. No caminho até a praia eles mostravam os pontos turísticos da cidade e faziam até paradas. Não é a mesma coisa que a excursão do navio mas sai infinitamente mais barato, rs.

Ficar de olho nas ofertas de passeios assim que você desembarca:

Assim que você chega no porto começa aquele assédio de panfletos, motoristas, guias turísticos… Nem todos são confiáveis, mas vale a pena prestar atenção ao redor: quase todo porto possui uma pequena agência turística com passeios para o dia como beach clubs, excursões de mergulho… Eles tendem a ser mais baratos que os oferecidos no navio e, por serem oferecidos em agências turísticas, mais confiáveis do que os guias turísticos individuais.

Dica: preste atenção no credenciamento das agências e guias turísticos. Desconfie de pessoas insistentes, que estejam sozinhas, sem nenhuma identificação oficial do governo. Como as ilhas recebem muitos turistas por dia, não é raro encontrar gente querendo ganhar em cima dos gringos. Todo cuidado é pouco.

Estudar as ofertas de passeio oficiais do navio antes da viagem e já procurar alternativas locais:

Para os aficionados por organização, como eu, uma das melhores dicas é já verificar na sua página de cruzeiros quais são os “passeios em terra” (day excursions) oferecidos durante a sua viagem. Cada um desses passeios representa as principais atrações daquela parada.

Depois de escolher seu favorito basta procurar no Google “nome da ilha + tipo de passeio”. Sem dúvida aparecerão nos primeiros colocados empresas confiáveis que oferecem passeios semelhantes aos oficiais do navio só que com preços mais amigos #queremos.

Fonte de imagem: www.divetrip.com

Importante: lembre-se que, ao bolar sua própria programação, você será responsável pelo horário de retorno ao navio. O navio não espera por ninguém: na hora que ele tiver que zarpar, ele vai zarpar, rs. Portanto se programe para estar de volta 1h30 antes do horário de partida do seu cruzeiro.

É importante deixar essa margem pois normalmente as ilhas tem mais de um navio “estacionado”, ou seja, o fluxo de turistas no porto é imenso. Pra piorar, todos os navios costumam sair no mesmo horário. Isso significa que as ruas próximas ao porto ficam congestionadas, a alfândega tem filas… Portanto 1h30 é a margem de segurança ideal para que você retorne são e salvo ao seu cruzeiro.

Fonte de imagem: www.ripcurl.eu

Fonte de imagem: www.cruisekings.co.uk

5ª Desabilite o roaming do seu celular:

Essa dica é estratégica para evitar um dos gastos mais “disfarçados” da viagem. A verdade é que até hoje não consegui desvendar como as empresas telefônicas habilitam o tal do roaming. Só sei que, passada a viagem, lá está ele na minha fatura, cobrando alguns (muitos) reais a mais, rs.

Para evitar que isso aconteça, basta entrar nas configurações do seu aparelho e desativar o “roaming de dados” e os “dados celulares” (no caso do iPhone). Faça isso assim que embarcar para o exterior. Dessa forma você terá certeza que não será cobrado posteriormente.

Se você precisa acessar a internet durante as férias sugiro comprar a internet do navio. Sem dúvidas sairá mais em conta do que os gastos com roaming do seu celular, especialmente porque você estará em alto mar, algo que justifica taxas estratosféricas de roaming.

Pronto! Evitando os pacotes de bebidas, consumindo bons drinks apenas em terra e levando suas próprias garrafas de vinho você já economiza com o pacote de bebidas. Fazendo apenas as atividades gratuitas, curtindo os restaurantes inclusos e shows você garante diversão sem gastar um centavo a mais. Programando suas próprias excursões em terra você também economiza e desativando o roaming você garante que não será cobrado indevidamente pela companhia telefônica. Juntando todos esses itens você terá uma baita economia na viagem, não é?

Já pensou em que você vai gastar todo esse orçamento extra? Rs… Aproveite!

Se você gostou desse post também vai adorar:

Inspiração post: www.royalcaribbeanblog.com

Fonte de imagem de capa: www.sanibelrealstateguide.com 

Postado por:

Nine Boianovsky

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão destacados.

Voltar ao Topo